Anúncios

13 de out de 2014

RESENHA: The Walking Dead - No Sanctuary

A série da AMC, The Walking Dead, retornou neste último domingo e bateu recorde de audiência, com 17,3 milhões de espectadores a quinta temporada chegou mostrando porque a cada ano que passa a audiência aumenta cada vez mais.



[CONTÉM SPOILERS]

Enquanto as temporadas anteriores tinham um lapso temporal entre elas, o primeiro episódio da quinta temporada, No Sancturary, começa exatamente onde o último episódio da temporada anterior havia parado e é ação do começo ao fim.

Na 4° temporada, os personagens são obrigados a sair da prisão onde estavam residindo e decidem ir ao Terminus, um local com promessas de segurança mas ao chegarem lá percebem que a promessa não era verdadeira, dando inicio ao arco das HQs com os caçadores e canibais. No Sanctuary toma uma direção diferente da HQ e não fica claro se a parte dos canibais vai se resumir apenas ao primeiro episódio ou se voltará no decorrer da temporada. De qualquer forma, é um início bastante tenso para o novo ano do show, inclusive uma espécie de easter egg para quem lê os quadrinhos - certamente quem lê os quadrinhos deve ter achado que Glenn iria conhecer Lucille antes da hora.

Com quase todos os personagens em um mesmo local o desenvolvimento deles poderia ficar comprometido, sem que cada um tivesse seu tempo em tela. Mas isso não aconteceu, os roteiristas foram felizes na decisão de mostrar todos personagens do Terminus como um só: O Grupo. Todos os personagens são uma célula de um organismo que é o todo. 

Enquanto isso, Tyreese é desenvolvido mostrando sua trajetória para superar um trauma (que eu não lembro o que causou e o episódio não se deu ao trabalho de recapitular). Mas a maior estrela é Carol. Carol não é mais a mulher frágil que apanhava do marido na primeira temporada, não é mais a mãe que chorava pela perda da filha da segunda temporada. Agora Carol é uma guerreira: luta, faz o que é preciso pra sobreviver. Sem dúvida ela é uma personagem que teve um ótimo desenvolvimento nesses 5 anos do programa. Beth ainda não apareceu e seu paradeiro é algo que todos estão ansiando saber.

The Walking Dead teve um bom retorno, um episódio bastante intenso - cheio de tensão e cheio de ação. Mas a série tem uma tendência de começar bem e depois estagnar em episódios cheios de enrolação para só mais para frente engatar de novo. Espero que desta vez todos os episódios consigam ser tão bons quanto o primeiro.

0 comentários:

Postar um comentário

Para uma boa convivência os comentários são moderados a fim de evitar ofensas ou palavras feias.